FCA / Investigación

Sobre a Revista
 
Informações básicas
 

Revista FAVE - Sección Ciencias Agrarias é o jornal oficial da Faculdade de Ciências Agrárias de Esperanza (Universidade Nacional del Litoral) e tem como objetivo publicar trabalhos originais e inéditos, e pode ser artigos científicos, comunicações, análises e notas, proporcionando um meio para permitir Pesquisadores nacionais e internacionais publicam seus resultados, contribuindo para o desenvolvimento científico-tecnológico no campo disciplinar das Ciências Agrárias e Florestais.

A revista é semestral e se publica um volume por ano, com dois números. Serão recebidos para análise manuscritos escritos em espanhol, português ou inglês.

O artigo submetido à publicação na Revista FAVE Sección Ciencias Agrarias será avaliado pelo Comitê/Equipe Editorial, que avaliará se enquadra no escopo da Revista FAVE e se apresenta mérito para publicação. A revista não cobra o custo de publicação.

A Revista FAVE Sección Ciencias Agrarias adere à definição de "acesso aberto" da Iniciativa de Acesso Aberto de Budapeste (BOAI): http://www.budapestopenaccessinitiative.org/

Nome da revista:  Revista FAVE - Sección Ciencias Agrarias
Revista da Facultad de Ciencias Agrarias de Esperanza, Santa Fe, Argentina.
Universidad Nacional del Litoral.
O título abreviado é: FAVE, Secc. Cienc. Agrar.

ISSN 1666-7719 versão impressa
ISSN 2346-9129 versão on-line

A Revista FAVE Sección Ciencias Agrarias, está disponível no repositório institucional da Universidad Nacional del Litoral, em versão eletrônica de livre acesso, em:

https://bibliotecavirtual.unl.edu.ar/publicaciones/index.php/FAVEAgrarias/

No endereço institucional na web estão disponíveis (na forma de resumo e artigo completo) todos os manuscritos publicados. A permanência on-line dos fascículos, através do endereço URL, se mantém estáveis ao longo do tempo.


CONTATO:
Endereço da organização: Universidad Nacional del Litoral. Facultad de Ciencias Agrarias. Kreder 2805. (3080) Esperanza, Provincia de Santa Fe, Argentina. 

Telefone / Fax: +54 (342) 4575211 - Fax: +54 (342) 4575221
Email: facagra@fca.unl.edu.ar / ciroland@fca.unl.edu.ar       

Os artigos publicados em Rev. FAVE são indexados por:

* Núcleo Básico de Revistas Científicas Argentinas del Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET)

* LATINDEX: Sist. Reg. de Inf. en Línea para Rev. Cient. de América Latina, el Caribe, España y Portugal.

http://www.latindex.unam.mx/buscador/ficRev.html?folio=13466&opcion=2

* CAB International: Commonwealth Agricultural Bureaux

* DOAJ

* CATIE-IICA: Centro Agronómico Tropical de Investigación y Enseñanza-Instituto Interamericano de Cooperación para la Agricultura

* Google Scholar

* AGRIS- FAO

* SciELO Argentina: Scientific Electronic Library Online


Copyright

Ao submeter um artigo, o(s) autor(es) deve(m) concordar(em) que seu copyright seja transferido à Universidad Nacional del Litoral – Facultad de Ciencias Agrarias, se e quando o artigo for aceito para publicação.

O conteúdo e as opiniões apresentadas nos trabalhos publicados não são de responsabilidade desta revista e não representam necessariamente as opiniões da Universidad Nacional del Litoral – Facultad de Ciencias Agrarias, sendo o autor do artigo responsável pelo conteúdo científico do mesmo.

 

Dados da editora

Nome: Universidad Nacional del Litoral – Facultad de Ciencias Agrarias
Endereço: Kreder 2805 – (3080) Esperanza – Prov. Santa Fe
Tel./fax: 0054 0342 420639 int 155
E-mail: facagra@fca.unl.edu.ar
Site: http://www.fca.unl.edu.ar


Dados do editor responsável da revista

Nome: Mariana Raquel Travadelo
Título profissional: Ing. Agr. (M. Sc.)
E-mail: mtravade@fca.unl.edu.ar
Endereço: Kreder 2805 – (3080) Esperanza – Santa Fe
Dias e horário de atenção: segunda a quinta de 8 a 16 hs
Telefone: 0054 3496 420639 int 155

 

Padrões éticos

Os Editores da Revista “FAVE Sección Ciencias Agrarias” estão comprometidos com a realização de um processo editorial justo e objetivo, atendendo as expectativas de todos os autores que escolhem nossa revista para difundir as suas pesquisas. As diversas partes que participam no ato de publicação de um artigo original, sejam autores, editores, revisores e instituição editora, têm a responsabilidade de respeitar as normas éticas para valorizar o trabalho do pesquisador, seguindo um processo confiável e preciso que vai desde a apresentação à publicação.

1 – Expectativas éticas

Responsabilidades dos Editores

Los Editores da Revista FAVE Sección Ciencias Agrarias pede aos autores seguir as normas éticas próprias de uma revista responsável, presentando seus resultados de forma clara, honesta e sem fabricação, falcificação e manipulação inapropriada da informação.

Expressa-se claramente que o Comitê Editorial está conformado por membros de reconhecida e ampla trajetória em suas especialidades respectivas, consignando-se filiações e dados de contato de seus membros nas páginas institucionais (http://bibliotecavirtual.unl.edu.ar/publicaciones/index.php/FAVEAgrarias/about/editorialPolicies#custom-0).

A honestidade, qualidade cientifica, qualidade editorial, transparência e privacidade são os princípios diretores que guiam ao mesmo e adere ao Código de conducta y guía de buenas prácticas para editores científicos (COPE), respeitando os requerimentos estabelecidos no PEMS 

A Revista FAVE Sección Ciencias Agrarias compromete-se com uma frequência semestral, publicando-se um volume por ano com dois números, em junho (janeiro – junho) e em dezembro (julho – dezembro) de cada ano. O idioma oficial da revista é o espanhol, aceitando-se também trabalhos em português, francês e inglês. A redação deverá ser numa linguagem clara, concisa e com rigor cientifico. Não se cobrão cargos de publicação.

Responsabilidade dos Revisores

Os revisores deverão contribuir ao melhoramento da qualidade do trabalho avaliado, atuando de uma forma objetiva e em tempos razoáveis.

Os revisores deverão manter a confidencialidade em relação a qualquer informação provisória, não devendo copiar nem reter o manuscrito avaliado. Assim mesmo, deverão alertar aos Editores sobre possíveis fraudes.

Advertirão aos Editores sobre possíveis conflitos de interesses, devolvendo o manuscrito neste caso.

Responsabilidade dos autores

Os autores deverão aderir aos requerimentos da publicação de submeter um trabalho original, sem plagio, e que não tenha sido publicado anteriormente nem apresentado em outras revistas, tendo a responsabilidade coletiva pelo trabalho que tem sido submetido e publicado. O autoplágio também não é aceito. Além disso, devem ser declaradas possíveis fontes de financiamento e conflitos de interesses relevantes que possam subjazer.

Os contribuintes com trabalhos na Revista FAVE Sección Ciencias Agrarias tacitamente cedem todos os Direitos de Autor à Revista de maneira não exclusiva. Esta transferência se faz efetiva desde o momento que o autor recebe de forma escrita a confirmação da aceitação de seu trabalho para publicação. A Propriedade Intelectual do trabalho cientifico publicado permanece no autor (ou os autores), mantendo seu copyright sem restrições.

FAVE Sección Ciencias Agrarias ratifica o modelo Acesso Aberto no qual os conteúdos das publicações científicas encontram-se disponíveis em texto completo livre e gratuito na Internet, porém temporais, e seus custos de produção editorial não são transferidos aos autores. Esta política propõe quebrar as barreiras econômicas que geram inequidades tanto no acesso à informação, quanto na publicação de resultados de pesquisa. 

O conteúdo é licenciado sob CC BY-NC-SA

  

Se for incluso material com Copyright reproduzido no texto, a plena atribuição deve ser proporcionada à Oficina Editorial, sendo responsabilidade dos autores.

Os autores deverão colaborar com o Editor, no caso de encontrar erros na publicação, para redigir uma Fe de Erratas ou bem pela necessidade de redigir um documento publicado.

Os autores devem ter certeza de que os estudos que involucrem sujeitos humanos ou animais estejam ajustados às leis e requerimentos nacionais, locais e institucionais (por exemplo, Declaração WMA de Helsinki, Política de NIH sobre o uso de animais de laboratório, Diretivas da EU sobre o uso de animais) e devem confirmar que foi solicitada aprovação, e obtido quando seja apropriado. Os autores devem obter permissão expressa de sujeitos humanos e respeitar a sua privacidade.

Responsabilidade da Instituição Editora

Dispor de um repositório confiável e seguro para estocar e proteger os conteúdos históricos e em processo para os autores, revisores e possíveis interessados.

Dispor de uma plataforma segura e atualizada que acredite um processo editorial transparente e confiável.

 

2 – Procedimento para enfrentar um comportamento não ético

Se existir suspeita respeito à originalidade do material, o Conselho Editorial poderá comprovar a existência de plágio no manuscrito. No caso que se verifique o mesmo, o manuscrito será devolvido, sem a possibilidade de reapresentação.

Serão tomadas diferentes medidas no caso de plágio ou outras condutas indevidas, sejam sozinhas ou em conjunto, tais como: informar ou educar ao autor/es ou revisor sobre os padrões aceitáveis; advertir em forma confiável e sobre futuras situações; informar formalmente ou publicar respeito à conduta indevida; notificação formal às instituições de pertencia, entre outras ainda mais extremas.

Os Editores possibilitarão a publicação de qualquer correção, clarificação, retratação ou desculpas, quando seja necessário.

 

Instruções aos autores

Escopo e política

FAVE Sección Ciências Agrárias é a revista oficial da Facultad de Ciencias Agrarias de Esperanza (Universidad Nacional del Litoral) e tem como objetivo publicar trabalhos originais e inéditos em formato de artigos científicos, comunicações, revisões e notas, fornecendo um meio para que pesquisadores nacionais e internacionais publiquem os seus resultados, contribuindo para o desenvolvimento científico e tecnológico no campo das Ciências Agrárias e Florestais.

A revista é uma publicação semestral com um volume por ano com dois números, um destes em junho (janeiro-junho) e dezembro (julho-dezembro). A língua oficial é o espanhol, também serão aceitos trabalhos em Português, Francês e Inglês. O texto deve ser em linguagem clara, concisa e com rigor científico. Não são cobradas taxas de publicação.

Os editores da revista aderem ao Código de Conduta e Guia para Boas Práticas para Editores Científicos

 

Os editores da Revista FAVE Sección Ciências Agrárias incitam os autores respeitar as normas éticas próprias de uma pesquisa responsável, apresentando seus resultados de forma clara, honesta e sem fabricação, falsificação e manipulação inapropriada da informação.

 

Os autores deverão aderir aos requerimentos da publicação de submeter um trabalho original, sem plágio, que não tenha sido publicado anteriormente nem submetido a outras revistas, tendo responsabilidade coletiva pelo trabalho que tenha sido submetido e publicado. Além disso, deverão ser declaradas posíveis fontes de financiamento e conflitos de interesses relevantes subjacentes.

 

Se for se incluir material com Copyright reproduzido no texto, a plena atribuição deve ser proporcionada à Oficina Editorial, sendo responsabilidade dos autores. Se existir suspeita respeito da originalidade do material, o Conselho Editorial poderá comprovar a existência de plágio no manuscrito. No caso que se verifique o plágio, o manuscrito será devolvido em a possibilidade de re plágio também não será aceito. 

 

A revista FAVE Seção Ciências Agrarias, adere à definição de “Aceso Aberto” da Budapest Open Access Initiative (BOAI)

 

FAVE Sección Ciências Agrárias mantém o seu compromisso com as políticas de Acesso Aberto à informação cientifica, ao considerar que tanto as publicações cientificas como as pesquisas financiadas com fundos públicos devem circular na internet de forma livre, gratuita e sem restrições.

 

FAVE Sección Ciências Agrárias ratifica o modelo Acesso Aberto, onde o conteúdo das publicações cientificas encontram-se disponíveis o texto completo livre e gratuito na Internet, sem embargos temporais e onde os custos de produção editorial não são transferidos aos autores. Esta política propõe quebrar as barreiras econômicas que geram desigualdade, tanto no acesso à informação quanto na publicação de resultados de pesquisa.

 

O conteúdo é licenciado sob CC BY-NC-SA

 

O autor pode manter seu copyright sem restrição.

 

A Revista FAVE Seção Ciências Agrárias está comprometida com a realização de um processo editorial justo e objetivo, atendendo às expectativas de todos autores que escolhem-nos para difundir suas pesquisas. A honestidade, qualidade científica, qualidade editorial, transparência e privacidade são os princípios diretores que guiam o mesmo e adere ao
Código de Conduta e guia de boas práticas para editores científicos (COPE) e respeita os requisitos estabelecidos em PEMS.

 

Os trabalhos a serem apresentados devem ser originais, não devem estar publicados nem em consideração para publicação em outra revista. Os contribuintes com trabalhos à Revista FAVE – Ciências Agrárias cedem, tacitamente concedem todos os Direitos do Autor à Revista de forma não exclusiva. Esta transferência se faz efetiva desde o momento que o autor recebe de forma escrita a confirmação da aceitação do seu trabalho para publicação. A Propriedade Intelectual do trabalho científico publicado permanece no autor (ou os autores). Os trabalhos publicados estão disponíveis livremente em Scielo Argentina e Biblioteca de Publicaciones Periódicas UNL.

 
Alguns indicadores relativos à Revista FAVE Seção Ciências Agrárias:

Tempo médio dos processos de avaliação e publicação de artigos Ano 2017: 3,7 meses.

Tempo médio dos processos de avaliação e publicação de artigos Ano 2018 (incompleto): 4,6 meses

Taxa de rejeições de materiais recebidos Ano 2017: 5,3%

Taxa de rejeições de materiais recebidos Ano 2018 (incompleto): 36%

 

Políticas de preservação de publicação

Revista FAVE Sección Ciências Agrárias é preservada em diferentes suportes digitais, diariamente e semanalmente. Essas copias de backup são feitas em discos rígidos e fitas magnéticas.

Cópia de segurança em discos rígidos

São usados dois discos configurados com um esquema RAID 1. Outra cópia é feita num servidor de cópia de segurança remota que está em um local físico diferente daquele em que o servidor SPP principal está localizado. Esta cópia é feita a cada 12 horas, sem compressão e/ou criptografia.

Copias de segurança em fitas magnéticas

Há dois esquemas: cópia de segurança diária e semanal.

Cópia de segurança diária em fita magnética: a cada 24 horas é realizada uma cópia do backup total do SPP. Para este processo, há um total de 18 fitas magnéticas diferentes em um esquema rotativo. Uma fita magnética é usada por dia, e a fita magnética que possui o registro de segurança mais antigo é sobrescrita. Dá um tempo total de backup de até 25 dias atrás.    

Cópia de backup semana em fita magnética: todas as semanas (todos os sábados) outra cópia de backup completa é feita em fita magnética. Para este propósito, existem 10 fitas magnéticas em um esquema rotativo. Cada nova cópia de backup é feita na fita magnética que contém a cópia mais antiga, o que dá um tempo de backup total de até 64 dias atrás.

 Os arquivos em fita magnética são armazenados no formato zip e são compactados pelo sistema de gerenciamento de cópias de segurança. Diante de uma eventual falha do equipamento de leitura/escrita de fitas magnéticas, recorre-se a dois equipamentos de leitura-gravadores que podem ser trocados.

 As fitas magnéticas das cópias de backup diárias e semanais são armazenadas dentro de um container (cofre) a prova de fogo.

Cópia de segurança de base de dados: aplica-se uma cópia de backup diário (dump) do banco de dados do sistema e uma cópia de backup completo do motor do banco de dados com capacidade de recuperação diante de falhas de até 5 minutos prévios à queda. De forma complementar, o servidor do banco de dados é replicado em dois nós que possuem RAID 1.

 

Processo de Avaliação

Os trabalhos são considerados para a admissão pelo Comitê Editorial para verificar sua incumbência e o cumprimento das normas de publicação. O Editor pode devolver aos autores, sem passar pelo processo de arbitragem, aqueles manuscritos que não estejam dentro das normas. Além disso, nesta instancia realiza-se um processo de detecção de plágio que permite verificar a originalidade dos trabalhos enviados. Evidenciando um material com alta porcentagem de plágio, procedera-se à devolução do material aos autores. O Comitê Editorial tomará medidas razoáveis para identificar e prevenir a publicação de documentos onde tenham-se produzido uma conduta inadequada de pesquisa, incluindo plágio, manipulação de citações e falsificação/fabricação de dados, entre outros. Seu tratamento se orientará ao seguimento das pautas estabelecidas por COPE (http://publicationethics.org/).

Os trabalhos admitidos são submetidos à arbitragem externa antes de ser aceito ou não para sua publicação. A seleção do tribunal avaliador para cada trabalho é realizado pelo Conselho Editorial da Revista, e é realizada segundo critérios de excelência na área especifica.

 

As produções são analisadas por dois avaliadores que ditaram a qualidade científica da produção, aconselhando a sua publicação, com mudanças substanciais, retroalimentando o processo; com pequenas alterações, que serão analisadas novamente apenas pelo Conselho Editorial ou bem a sua rejeição. Em caso de desacordo entre os pareceres, o Conselho Editorial poderá enviar o trabalho para um terceiro revisor vai definir o destino da publicação.

 

A Unidade Editorial, uma vez aceito para publicação, irá gerar um arquivo diagramado do mesmo, e irá submetê-lo ao primeiro autor para análise, processo que não exceder o prazo de uma semana.

 

Forma e preparação de manuscritos

Os manuscritos devem ser preparados como arquivos eletrônicos em Microsoft Word, de preferência em formato rtf ou doc. O texto deve ser preparado digitado em espaço duplo, sem separação em sílabas e uma face, em formato A4 (210 mm x 298 milímetros) com margens de 25 mm e letra Times New Roman tamanho 11. As páginas e cada uma das linhas devem ser numeradas. O trabalho não pode exceder 15 páginas para artigos e revisões científicas e 8 páginas para comunicações e notas. Os títulos de cada seção são escrito em letras maiúsculas, negrito e centralizado. Os subtítulos de cada seção serão escrito em letras em negrito, itálico e em letras minúsculas, colocando a primeira ordem junto à margem esquerda e os de segunda ordem, na primeira linha de um parágrafo.

Primeira página e folhas subsequentes:

Na primeira página deverá conter apenas o título do trabalho, seguido abaixo pelo último sobrenome e as iniciais dos nomes dos autores (separados por um espaço), abaixo seu lugar de trabalho com endereço, telefone e fax, seguindo a referência numerada a ser colocada ao lado da última inicial de cada autor, e, finalmente, o e-mail do autor com o qual a correspondência sobre o manuscrito será mantida.

Nas páginas subsequentes serão colocadas: O Título, Resumo, Palavras-chave, Abstract, Key words, Introdução, Materiais e Métodos, Resultados, Discussão (pode ser em conjunto com os resultados), Conclusões, Agradecimentos (se houver), Bibliografia e Apêndice (somente se necessário).

 

Título:

Deve ser tão curto quanto possível, sem deixar de ser explícito sobre o tema do trabalho (não mais de 100 caracteres). Além disso, se requer o título abreviado que se considera necessário para o diagramado (no máximo 40 caracteres).

Resumo em espanhol e inglês (Abstract):

Os mesmos não devem exceder 150 palavras. O resumo em Inglês inclui o título do trabalho.

Palavras-chave em espanhol e inglês (Key words):

Após o Resumo e o Abstract, respectivamente, deve ser dada até cinco palavras que representam o conteúdo do trabalho. Ser escrito em letras minúsculas separadas por vírgulas, abreviações não são permitidas.

Bibliografia:

Cada citação será referida no corpo do texto por meio do seu correspondente número de ordem na lista bibliográfica, que será colocado entre parênteses. No caso de citar várias referências, as mesmas serão ordenadas numericamente dentro do mesmo parêntese.

A lista bibliográfica deve conter todas as referências publicadas citadas no texto, as quais serão numeradas depois de serem ordenadas alfabeticamente pelo sobrenome do primeiro autor. No caso de vários trabalhos para o mesmo autor será colocado em primeira instância os que possuem um único autor, em seguida, os que correspondem a dois autores e, finalmente, três ou mais autores, ordenando-os cronologicamente dentro dessas três categorias. Cabe resaltar que no caso de uma comunicação pessoal, será citado no texto à fonte (nome da pessoa e ano), não incluindo na lista de bibliografia.

Cada referencia bibliográfica deverá conter os seguintes dados (ver exemplos):

- Número correspondendo ao de citação.
- Sobrenome e iniciais dos autores. No caso de mais de um autor, deve ser separados por vírgulas, acrescentando "e" antes do último autor.
- Ano de edição da publicação. Após a inicial será indicado, por exemplo: 2006. 2nd ed.
- Título completo da publicação no idioma original. Se for uma revista, primeiro se consignará o título do artigo e a continuação o nome da Revista, o volume e as páginas do artigo.
- Cidade de Edição (país, se necessário).
- Editorial.
- Para citações tiradas de Internet: autor, ano, título, URL (endereço: http://www...) e data de acesso.

Para os autores que preparem o manuscrito usando um gerenciador de bibliografia compatível com a linguagem CSL (como, por exemplo, Zotero, Mendeley ou RefWorks, entre outros) , o arquivo correspondente ao estilo bibliográfico da Revista FAVE Seção Agrárias encontra-se disponível aqui.

Exemplos:

Livros
Castillo, F. E.; Castellví Sentis, F. 1996. Agrometeorología. Mundi-Prensa. Madrid. España. 517p.

Capítulo de livro com vários autores:
Carman, H.F. 1997. Agricultural Analysis Price. En: Padberg D.I.; Ritson C.; Albisu L.M. (eds.). Agro-food marketing. CAB International, Zaragoza, España. p. 51-84.

Teses:
Bruld, J.J. 1990. Taxonomic relationship and photosynthetic patways in the Cyperaceae. Ph. D. Thesis. The Australian National University, Canberra, Australia.

Periódicos:
Tamizhamudu, E.; Kantha, D.A. 2010. In vitro callus induction and shoot multiplication from nodal explants and leaves of Memecylon edule. Asian Journal of Biotechnology 2(2): 110-119.

Reuniões Científicas:
Carlier, M.B.; Scorveaux, B.; Jenebergh, A., Tulkens, P.M. 1987. Uptake and subcellular distribution of 4-quinolones in phagocytes. 27th. Int. Conf. Antimicrob. Agents Chemother. New York. Abstract. pp. 121

Publicação eletrônica:
Watson, L; Dallwitz M. J. 1992 (Versão: 3rd dezembro 1996). Grass Genera of the World. En: http://delta-intkey.com/grass. Acesso: 07/03/2006.

Publicação eletrônica seriada:
Pinciroli, M., Sisterna M. N., Bezus R., Vidal A.A. 2003. Manchado del grano de arroz: efecto de la fertilización nitrogenada. Revista de la Facultad de Agronomía (La Plata) 105(2): 88-96 [online] Disponível em: http://www.agro.unlp.edu.ar/uploads/R/Ag105_2_88_96.pdf. Acesso: 24/03/2013.

Tabelas

Estas devem ser numeradas (números arábicos) independente e correlativamente na ordem em que aparecem no texto e inseridas no mesmo documento, a continuação da lista bibliográfica, cada um em uma folha diferente e junto com um cabeçalho (conciso e claro). No corpo do texto deve ser indicado o local desejado para sua inserção.

Figuras

Elas devem ser enviadas em um arquivo separado com a extensão jpg. Elas devem ser numeradas (números arábicos) independente e correlativamente na ordem em que aparecem no texto.

As fotos devem ter uma resolução de 300 dpi (ou 600 dpi, se a imagem contém uma mistura de imagens e texto ou linhas finas). O arquivo deve ser denominado igual a aquele que contem o texto e tabela (veja abaixo), seguido de “Figura” e o número da figura correspondente. As legendas das figuras enviadas como um arquivo anexo serão colocadas ao final do arquivo de texto a continuação das tabelas. No corpo do texto deve ser indicado o local desejado.

Unidades, elementos e compostos químicos:

Devem seguir o Sistema Internacional de Unidades.


Abreviações:

Deve ser explicado na primeira oportunidade em que é mencionada.

 

Submissão de manuscritos

O manuscrito deverá ser designado com o nome do primeiro autor e enviado junto com uma nota dirigida ao Editor da Revista, de acordo com o modelo estabelecido para tal finalidade.
(Download de nota modelo) ao e-mail: revistafave@fca.unl.edu.ar

Além disso, o manuscrito deverá ser enviado pela plataforma OJS da Biblioteca de Publicações Periódicas da Universidad Nacional Del Litoral. O link da plataforma é http://bibliotecavirtual.unl.edu.ar/publicaciones/index.php/FAVEAgrarias/issue/view/562

Anexa-se no seguinte link um "Instructivo para Autores”, seja para se registrar, realizar o seguimento da submissão, realizar uma submissão por primeira vez ou uma nova submissão.

No caso de ter inconvenientes, entre em contacto através do e-mail mencionado anteriormente ou também pelo correio:
Secretaría Ejecutiva de la Revista FAVE – Sección Ciencias Agrarias, Kreder 2805, (S3080HOF) Esperanza (Santa Fe)
Ou pelos telefones: 0054 (03496) 426400 / 421037, fax 0054 (03496) 426400.


Assinaturas

Todas as subscrições e mudanças de endereço devem ser enviadas para:
Biblioteca
Facultad de Ciencias Agrarias
Universidad Nacional del Litoral
R.P. Kreder 2805 - Esperanza – Santa Fe – Argentina
(S3080HOF)
Telefone: 54-3496-420639 Ramal 110-330
cveron@fcv.unl.edu.ar


A versão on-line SciELO da Revista FAVE Sección Ciencias Agrarias (on-line) é preparada com a metodologia desenvolvida pelo Projeto FAPESP/BIREME de Periódicos Eletrônicos. Todos os materiais publicados neste site estão disponíveis gratuitamente.